Adjetivos (E Quadrinhos, claro)

O uso dos adjetivos no Inglês não é algo de grande dificuldade. A lógica usada é muito simples e com certeza dá para entender sem grandes esforços.

A função de um adjetivo – não só no Inglês, aqui também é assim – é dar uma qualidade¹ para o substantivo para diferenciá-lo dos demais. Então temos um livro (qualquer livro) e um livro ruim (provavelmente 50 tons de cinza ou aquele da molecadinha com câncer).

Days of the Week

Não é algo de grande dificuldade para a maior parte dos estudantes de Inglês memorizar os dias da semana. Talvez em alguns momentos, provavelmente pela semelhança entre as palavras e a falta de familiaridade com o novo vocabulário, confundam Tuesday com Thursday por exemplo. Normal erros assim, o que não pode em hipótese alguma ocorrer é a insistência no erro. Hoje, porém, o conteúdo deste post não é apenas limitado a falar a maneira de se dizer os dias da semana em Inglês, mas sim o porquê.

Comma Power!

Alguns detalhes pequenos podem ter consequências bem grandes…
Existe aquela história do comandante que enviou uma mensagem para as tropas durante uma guerra onde mandava os soldados atacarem, e não recuar. Após ter escrito a mensagem “ATACAR NÃO RECUAR” viu que ficou meio confuso e resolveu colocar uma vírgula ali. Após o NÃO. Muitas crianças já viram esse exemplo lá nos primeiros anos de escola enquanto ainda estão sendo alfabetizadas e o professor explica o uso da vírgula e como esse gênio militar enviou uma mensagem dizendo

Maneiras que o idioma afeta como você pensa

A maioria dos linguistas concorda que, até certo ponto, os idiomas que você fala tem o importante papel de moldar como você enxerga o mundo. Se você fala Alemão, talvez seja mais pragmático; Se você fala Francês, você talvez seja um pouco emotivo; Se você fala Klingon ou qualquer língua tirada do Senhor dos Anéis, você muito provavelmente será virgem eternamente. Mas você pode surpreender-se com como o cérebro age diferente dependendo se você pensa em Japonês, Inglês ou Somali. Por Exemplo…

“O” & “U” – e “C” & “K”

A regra estranha:

A escrita em determinado ponto se torna algo natural para os estudantes de Inglês, então é fácil esquecer o quanto a letra “o” é esquizofrênica. Encontram-se palavras como “con”, onde o som é basicamente “aw”, mas então temos a palavra “son” que está entrando no território do “u”, assim como “cut”. Então temos “comb” e “tomb, que tem sons totalmente diferentes no “o” apesar de não terem nenhum direito para tal. Daí vemos frases como “some honey tongue”

Laugh

Já viu a palavra “laugh” em algum lugar, certo? Seja em um texto, em uma música, um filme, etc… Mas são grandes as chances de você já ter visto essa palavra.

O que significa:

Rir. Expressar satisfação vocalmente. Claro o sentido da palavra, caso contrário poderá achar esse artigo um pouco confuso…