Adjetivos (E Quadrinhos, claro)

O uso dos adjetivos no Inglês não é algo de grande dificuldade. A lógica usada é muito simples e com certeza dá para entender sem grandes esforços.

A função de um adjetivo – não só no Inglês, aqui também é assim – é dar uma qualidade¹ para o substantivo para diferenciá-lo dos demais. Então temos um livro (qualquer livro) e um livro ruim (provavelmente 50 tons de cinza ou aquele da molecadinha com câncer).

Realidade em Quadrinhos

Revistas consistentemente criam mundos – até mesmo universos – onde os homens tem superforça e as mulheres tem proporções corporais cientificamente impossíveis, o que são os dois indicadores iniciais aos leitores de que eles não devem esperar ver nada remotamente possível, muito menos mesmo realístico. Mas, apenas pra estragar até a regra mais básica da ficção, há momentos na história em que as páginas de uma revista criaram vida e mudaram o mundo, como a vez em que…

Man of Steel

Todos já sabem que esse mês foi a estreia do filme Man of Steel, dirigido por Zack Snyder – diretor de um dos raros filmes de heróis que realmente vale a pena assistir: Watchmen – e produzido por Christopher Nolan – diretor da trilogia ‘The Dark Knight’ da qual faz parte o filme do Coringa que conta com o Batman como personagem coadjuvante.

O filme conta a história do bebê alienígena que é despachado para cá por causa da guerra que está acontecendo no planeta Krypton (que pouco depois explode) e é achado por um casal de fazendeiros e blablabla. Todo mundo que nasceu depois de 1938 já sabe o que acontece.

Esse novo filme tem algumas vantagens – a principal sendo ignorar a existência dos filmes anteriores, em especial aquele Superman Returns de 2006 que consegue mostrar o personagem principal não fazendo nada e apanhando até do Kevin Spacey careca – como uma ambientação mais sombria do que o que se espera de um filme do Superman, assim como cenas de ação que são praticamente inexistentes nos filmes anteriores.